Portugal

Patrick Morais de Carvalho: Um Presidente que cumpre o que promete

Comments (1)
  1. No que toca à BlueBox, posso concordar. Revitalizou o antigo cartão de sócios, além de, supostamente, oferecer mais-valias aos utilizadores (ainda que, de experiência pessoal, a única parceria testada [Vodafone] não existia).
    Quanto às Salésias, não concordo com o sucesso. É preciso ver, do ponto de vista da utilidade real, o que foi feito. O campo não tem medidas oficiais, não pode ser usado pela “joia da coroa” do futebol jovem, a equipa de Juniores, pelo que a sua utilidade é, manifestamente, diminuta. Ainda assim, é bom ver um marco histórico do clube novamente em boas condições, após um longo período de desprezo e abandono.
    Em relação aos títulos, não faço futurologia. Todo e qualquer Belenenses que se preze quer títulos; daí a dizer que está assegurado, vai um longo caminho. Até à data, não cumpriu (mas podemos afirmar que ainda não teve tempo suficiente). Esperemos que os Juniores A aproveitem esta senda de bons resultados para criar uma surpresa no campeonato nacional de juniores. Nas restantes modalidades (presentes nas divisões principais, é claro), nenhuma aparenta ter reais aspirações a um título, até pelo desnível existente em termos financeiros (bem patente no futsal).
    Por fim, e tocando no assunto mais polémico do quotidiano belenense, a recompra da SAD, espero que tal não aconteça do modo que tem vindo a ser anunciado, num clima de balbúrdia e repúdio mútuo dos intervenientes, separação dos adeptos entre Clube e SAD e respetivo afastamento dos adeptos do estádio do Restelo e do acompanhamento da equipa sénior de futebol aos jogos fora de casa, algo em que marcávamos pela positiva e agora é o que se vê… Ainda não vi traços de competência assegurada na direção do clube para tomar conta do desporto rei de modo superior ao estado atual, bem pelo contrário. Não quero com isto dizer que a Sad está livre de culpas nesta “guerra parola”, mas tem de ser-lhe reconhecida o trabalho largamente positivo até ao momento, de onde passámos de quase deixar o futebol profissional, para campeonatos tranquilos na divisão maior portuguesa, tudo isto enquanto se vão pagando dívidas do passado, sem excessos e com passos seguros. Neste momento, é isto que penso que a direção não consegue oferecer, segurança e rigor, daí que prefira ver o que reserva o futuro do clube sob a alçada desta direção. Em caso de competência comprovada, aí sim, podemos falar na re-compra da SAD. De outro modo, e enquanto esses sinais não aparecem, iremos voltar ao passado, onde cada novo presidente destrói o bom que foi feito e piora os estragos não assimilados, saindo penalizado o futebol sénior e o Clube de Futebol “Os Belenenses”…

Entre na discussão